História dos cartões de visita

Carimbo com QR code para cartões

O Cartão de visita é a peça de comunicação mais procurada e uma das mais utilizadas no mercado como uma forma simples e barata de transmitir informações de contato. É considerada uma falha grave de comunicação entre profissionais o fato de não possuir esta peça em mãos durante uma reunião de negócios ou até em um abiente informal, afinal, nunca se sabe quando alguém poderá querer nosso contato.

Neste breve artigo vou falar um pouco sobre sua história e como este elemento evoluiu mas manteve ao longo de séculos como um elemento fundamental na comunicação de profissionais e empresas. Também vamos ver as principais tendências e novidades agregadas pela tecnologia de impressão e pelos novos meios de propagação digital.

A História

Alguns estudos afirmam que os primeiros cartões de visita apareceram na China durante século XV, mas outros historiadores também dizem que o surgimento se deu na Europa entre jogadores de cartas, que utilizavam o próprio baralho para passar informações pessoais e assegurar o pagamento de dívidas adiquiridas no jogo. O formato da carta de um baralho comum já foi prelúdio do formato atual, retangular e portátil.

alfs-calling-card

Cartão de visita em litografia

O primeiros registros claros se deram na corte de Louis XIV da França no século XVII, na qual nobres ostentavam cartões de visita que além de passar informações pessoais tinha a função de elevar o status do seu dono, já que na época a impressão não era para todos, principalmente com a personalização empregada na impressão de brasões familiares, selos, trabalhos caligráficos e ilustrações feitas à mão, entre outros. Nesta época os cartões eram menores que uma carta de baralho e eram conhecidos literalemnte como cartões de visita.

Cartão de visita monocromático

Cartão de visitas antigo tradecard

No mesmo século na Grã Bretanha foram popularizados os ‘Tradecards‘ ou cartões comerciais, que além de apresentar individualmente seus portadores também serviam como suporte para informações a respeito de produtos oferecidos, mapas de localização, marcas de organizações comerciais, calendários e outros.

O cartões na época foram feitos por carimbos de madeira cortada, método conhecido como xilogravura. Durante o século XVIII a gravura em cobre era mais popular e até o século XIX, as impressões foram ainda feitas em cores únicas ou monótonos mas por volta de 1830 a litografia foi empregada usando várias cores tornou-se um método generalizado de impressão utilizada na Europa para cartões, cartazes e até rótulos.

Cartão de visita impresso em litografia

Justamente com a popularização da prensa tipográfica na revolução industrial marcou a quebra de regras formais na apresentação das peças e principalmente a difusão ainda maior desta mídia.

No século XX até os dias de hoje, com a evolução tecnológica dos métodos de impressão fotográfica e digital, encontramos não só uma produção maior como uma forte tendência de integração dos cartões de visita com técnicas digitais inovadoras como a realidade aumentada (RA) e fácil direcionamento para internet com uso de códigos especiais como QR code e até o uso de fitas magnéticas para armazenamento de dados e memórias flash.

Não esquecendo a grande diversidade de papéis e plásticos como o PVC, acetato e látex, uso de transparências, encaixes, dobras, revelevos e cortes especiais, tudo para que o primeiro contato proporcione ao divulgador uma grande possibilidade de impressionar parceiros e clientes. Neste sentindo já não basta passar informações, é preciso criar uma imagem inovadora, personalizada e até divertida. Modos que despertem a curiosidade são muito bem vindos para que a peça não seja apenas mais uma e não seja esquecida no fundo de uma gaveta.

Cartões de plástico transparente e em acetato

 

Abaixo um vídeo que mostra o uso de Realidade aumentada. A integração de um simples cartão de visita com recursos audiovisuais, permitindo que seja passada uma mensagem mais longa e de forte impacto. Neste exemplo o projetista James Alliban demonstra o uso da Realidade Aumentada no seu Bussines card.

Outro exemplo simples de integração digital é a tulização de QR-Codes em cartões. Como nem todo mundo sabe, o QR Code e uma nova febre da internet móvel, um monte de quadradinhos para a maioria das pessoas, mas na verdade é um armazenador de informações muito útil quando interpretado por sotwares instalados em celulares possibilitando o rápido acesso a sites e a texto comum. O Códigos QR podem armazenar mais de 4000 caracteres alfanuméricos, sendo utilizado especialmente para passar hiperlinks.

Cartões de visita com QR Codes

 

Abaixo alguns exemplos de cartões modernos. Cartão com baixo relevo

A história do cartão de visita

Cartão com baixo relevo e cantos arredondados

Cartão com cortes vazados

Cartão plástico com auto relevo

Cartão ilustrado quadrado com cantos arredondados

Exemplos de cartões criativos da internet.

Cartão de visita metálico gravado

Cartão de visita de fotógrafo

Cartão de visita em látex Cartão de visita com encaixe

Cartão de visita com sementes

Cartão de visita em formato de bexiga

Notavelmente, mesmo ao longo de mais de 4 séculos, os Cartões de visita continuam com o formato uniforme e a mesma força de sempre. Um objeto desejado por todos os profissionais e não tem apenas a função de anunciar a intenção de ser encontrado, é também um sinal de zelo pela auto-promoção, capacidade de criação e personalidade. Não vale mais as velhas desculpas de que acabou ou esqueceu na empresa, tem que fazer, ter e distribuir de forma correta!

Nunca esqueçam seus cartões, para projetos especiais existem empresas como a Nuvon, especializadas neste tipo de mídia e ligada com as tendências de integração com novas tecnologias e principalmente atenta ao conceito da empresa do profissional representado.

 

Leave a Comment


− um = 7